sexta-feira, 4 de setembro de 2009

Radialistas - 6

HERON DOMINGUES

Nascido Heron Lima Domingues, 4 de junho de 1924, em São Gabriel-RS e falecido em 10 de agosto de 1974, no Rio de Janeiro-RJ, vítima de ataque cardíaco.

Aos 16 anos tentando a carreira de cantor, participou de um concurso de calouros, promovido pela Rádio Gaúcha.

Um ano após – 7 de de zembro de 1941 – fazia sua estréia, também pela Gaúcha, narrando o ataque japonês a Pearl Harbour e a conseqüente entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial. No fim de 1942 foi morar no Rio de Janeiro.

A partir de 1944 iniciou sua carreira na Rádio Nacional como o Repórter Esso. Tornou-se a voz símbolo do noticioso durante 18 anos. Heron é considerado até hoje o maior locutor noticiarista do rádio brasileiro em todos os tempos.

Narrou fatos marcantes como o suicídio do ex-presidente Getúlio Vargas, a morte de Carmem Miranda, a renúncia de Jânio Quadros, a chegada do homem à Lua e a queda da bomba atômica sobre a localidade japonesa de Hiroshima.

Foi um dos primeiros apresentadores de telejornais da TV. Em 1959 integrou o jornalismo da TV Continental, já em 1961, estreava pela TV Tupi. Em 1972 transferiu-se para a Globo, onde por bom tempo apresntou o Jornal Nacional e apresentou o programa Só o Amor Constrói.

O vídeo é uma justa homenagem prestada pelo Vídeo Show mostrando um resumo de sua brilhante carreira. Agradecimentos ao site MofoTV.



Curiosidades
<> Heron gostava de frisar que sua voz era uma “dádiva de Deus”.
<> Era uma pessoa muito boêmia; bebia e fumava em demasia.
<> Tinha uma extraordinária memória fotográfica. Era um perfeccionista da informação e do texto.
<> Seu último noticiário foi a renúncia do ex-presidente norte-americano Richard Nixon em 74.
<> Após apresentar o jornal, foi jantar com amigos. Passou mal e acabou falecendo ainda no restaurante. Os amigos afirmaram que Heron acabou vítima da emoção provocada pela notícia da renúncia de Nixon.

Nenhum comentário: