sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Radialistas 5

Narciso Vernizzi

Nascido na Itália, 21 de outubro de 1918 e falecido em São Roque, 11 de julho de 2005, aos 86 anos, foi nome marcante no radio e jornalismo esportivo brasileiro.

Trabalhou 56 anos na Rádio Jovem Pan de São Paulo, onde iniciou no jornalismo esportivo em 1947. Foi o primeiro plantão esportivo da história. Foi pioneiro nesta área.

A partir de 1963 passou, também de forma pioneira, a transmitir boletins meteorológicos no rádio e posteriormente na TV, passando seus boletins pela Record, a partir de 1965. Chegou a criar um instituto de meteorologia.

Morreu em São Roque, aos 86 anos de derrame cerebral e hemorragia gástrica, em decorrência de um acidente doméstico. Em seu sítio, em São Roque, tropeçou num chinelo, caiu e teve fratura exposta num dos cotovelos. Na operação acabou sendo vítima de derrame e hemorragia gástrica. Deixando mulher e os dois filhos, além de vários netos.

Era conhecido e respeitado por sua ética e correção. Seu trabalho como plantão esportivo ganhou maior destaque a partir do lançamento da loteria esportiva. Muitos plantonistas ouviam Narciso para depois dar os resultados em suas emissoras.

Foi substituído no plantão da Jovem Pan em 1972 por Milton Neves, passando a dedicar-se integralmente aos boletins do tempo.

Curiosidades

<> Foi grande companheiro e amigo de Wilson Fittipaldi, o Velho Barão (pai de emerson Fittipaldi) nas transmissões de Fórmula 1 pela Jovem Pan.
<> Seus filhos Sérgio e Celso, também são meteorologistas.
<> O apelido “O Homem do Tempo” que tornou-se marca registrada de Narciso, foi dado pelo companheiro radialista Ney Gonçalves Dias.
<> Há controvérssia num ponto: dizem, por um lado, que estudou meteorologia na Nasa por correspondência. Por outro, há quem afirme queo dr. Paulo Machado de Carvalho, dono da Rádio Panamericana (Jovem Pan) teria pago um estágio de Narciso na Nasa, onde ele teria aprendido muito sobre meteorologia.
<> Era poliglota.

Nenhum comentário: