sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Novelistas 2

Dias Gomes

Nascido Alfredo de Freitas Dias Gomes, em Salvador, 19 de outubro de 1922 e falecido em São Paulo, 18 de maio de 1999, aos 76 anos.

Dramaturgo e escritor de novelas de grande sucesso, dizia não gostar de televisão, mas foi nesse veículo que popularizou-se incrivelmente. Estreou como novelista com A Ponte dos Suspiros e teve em Roque Santeiro, novela baseada em seu próprio texto para teatro, um de seus maiores momentos.

Mas será sempre lembrado como autor do estrondoso sucesso O Bem Amado, tanto como novela quanto como seriado. Também escreveu, dentre tantos sucessos, Bandeira 2, Saramandaia, a minissérie O Pagador de Promessas.

Nos anos 50, com fama de comunista, acabou sendo perseguido em 1953 e continuou produzindo, mas não assinando suas obras durante um ano.

Um de seus trabalhos mais importantes foi a peça O Pagador de Promessas (1959) que depois seria adaptado para o cinema, vindo a ganhar a cobiçada Palma de Ouro, em Cannes. Outra peça consagrada do autor, dentre as muitas foi Santo Inquérito.

Nos anos 60, época da ditadura militar, teve a peça O Berço do Herói proibida de ser encenada. Isso aconteceu também com Roque Santeiro (1975), proibida às vésperas de sua estréia e só vindo a ser encenada dez anos depois.

Morreu num acidente de trânsito, em São Paulo, onde o taxi em que se encontrava bateu e ele, Dias Gomes, foi jogado para fora do carro.

O Vídeo mostra a abertura da novela O Bem Amado, um de seus maiores sucessos.


Curiosidades

<> Escreveu sua primeira peça, A Comédia dos Moralistas, aos 15 anos de idade
<> Nos anos 40 integrou o corpo de redatores da Rádio Panamericana (hoje Jovem Pan).
<> Se você tiver alguma dúvida ou algum comentário sobre Dias Gomes, ou mesmo se quiser saber mais do autor é só deixar um comentário.

2 comentários:

Direita disse...

Comunista!!!!!!!!!!!!!

Moura Nápoli/Amplulheta disse...

A internauta tem todo o direito de rotular Dias Gomes como comunista. O Ampulheta é um espaço democrático e realmente dá voz aos internautas sem preconceito. Apenas gostaria que a internauta se identificasse. Mas, tudo bem, continue prestigiando e obrigado.