terça-feira, 15 de abril de 2008

Tributo 6

Renata Fronzi

Filha e neta de italianos, Renata Mirra Ana Maria Fronzi (que depois de casada tornou-se Ladeira), veio de família toda ligada ao teatro. Ela nasceu em 1º de agosto de 1925, quando seus pais estavam em excursão na província de Santa Fé, na Argentina.

Começou a vida artística com balé, no Teatro Municipal de São Paulo. Como atriz estreou profissionalmente na companhia de Eva Todor, na peça Sol de Primevera.

Seus pais foram para o Rio, a convite de Walter Pinto, famoso homem da noite carioca e Renata foi junto. Acabou estrela do Teatro de Revista.

No Rio de Janeiro conheceu o famoso radialista César Ladeira, um ícone, por quem se apaixonou e casou. Já casada, entrou definitivamente para a TV. Estreou no comando do Teatrinho Trol e viu sua carreira deslanchar na Record no antológico Família Trapo.

Depois, na Globo, participou de Faça Humor, Não Faça a Guerra, Chico City, Satiricon e novelas como Minha Doce Namorada, O Semideus e Chega Mais, por exemplo.

Na Bandeirantes pode ser vista na reprise de Bronco, ao lado dos saudosos Ronald Golias e Nair Belo.

Viúva, dividia seu carinho com filhos, netos, bisnetos e inúmeros amigos. Sua casa era sempre uma festa, sempre com muitas pessoas todos os dias.

Com problemas de saúde, Renata precisou ser operada das duas pernas. Mesmo assim nunca deixou de sorrir e passar uma imagem de alegria e otimismo.

No dia 8 de março, foi internada no Hospital Lourenço Jorge, no Rio de Janeiro. Seu filho não tinha dinheiro para interná-la num hospital particular. Após ser acometida de infarto e AVC, ficou por muito tempo num corredor do hospital. Posteriormente ficou internada na UTI. Renata faleceu no dia 15 de março de 2008, aos 82 anos.

O vídeo mostra trecho de Família Trapo, onde Renata contracena com Jô Soares, Ricardo Côrte Real e os já falecidos Ronald Golias, Otelo Zeloni e Sônia Ribeiro. Agradecimentos ao site Canal Memória, pelas imagens.



Curiosidades
<> Na Bandeirantes atuou em Dulcinéia Vai à Guerra, ao lado de Dercy Gonçalves.
<> Intercalava televisão com teatro e cinema, onde fez mais de 30 filmes.
<> Seus últimos trabalhos na TV foram em As Filhas da Mãe (2002) e Agora é que são Elas (2003), ambas na Globo.
<> No cinema fez Coisa de Mulher, em 2005.

Um comentário:

Projetor disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the Projetores, I hope you enjoy. The address is http://projetor-brasil.blogspot.com. A hug.