quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Grandes Humoristas 4

Brandão Filho

A foto mostra Brandão e Betty Faria no filme Romance da Empregada, de 1987, seu último filme.

Aos 6 de janeiro de 1910 nascia Moacyr Augusto Soares Brandão no Rio de Janeiro. Filho de Brandão, humorista conhecido no início do Século 20, Brandão Filho teve de trabalhar desde muito cedo, pois o pai chegou a ser famoso mas, muito mão aberta, morreu deixando a família em situação difícil.

Brandão Filho começou a trabalhar aos 11 anos, como entregador de roupas numa tinturaria e ainda como condutor de bonde, padeiro e até operário em uma fábrica antes de sua mãe conseguir-lhe uma vaga no Circo Democrata, em 1929. Depois vai para o teatro e acaba ingressando na Rádio Nacional, onde fica por 38 anos.

Seu personagem mais famoso foi o Primo Pobre no humorístico Balança Mas Não Cai, onde contracenava com o Primo Rico Paulo Gracindo. O sucesso foi tão grande que ficou anos no rádio e também na televisão. Também da TV fez sucesso como “seu” Flor, na primeira versão de A Grande Família, a partir de 1973, na Globo.

Brandão Filho morreu de parada cardíaca, decorrente de câncer, após ficar internado por 40 dias, numa clínica do Rio de Janeiro, em 22 de março de 1998, aos 88 anos.

O vídeo mostra Brandão e Paulo Gracindo no quadro que fez história no humor da TV



Curiosidades

<> Brandão Filho também atuou em novelas, todas na Globo: Bravo, Saramandaia, Nina, Sinal de Alerta, Te Contei?, Feijão Maravilha, Chega Mais, Plumas e Paetês e Salvador da Pátria.

<> Entre 1937 e 1978, atuou em 11 trabalhos no cinema.

<> Em humorísticos fez Uau, a Companhia, Estados Unidos de Chico City e Viva o Gordo, além é claro de Balança Mas Não Cai.

<> Seu último trabalho foi na Escolinha do Professor Raimundo, como “seu” Sandoval Quaresma.

Nenhum comentário: