domingo, 28 de outubro de 2007

Grandes Animadores - 7


Randal Juliano

Nascido Randal Juliano Matosinho ingressou em rádio em 1944, na Rádio Panamericana (hoje Jovem Pan), onde permaneceu até 1986, e atuou como comentarista esportivo e apresentou programas como Show da Manhã e São Paulo Agora.

Em televisão atuou como apresentador, locutor, ator, produtor, comentarista esportivo de diretor de TV.

Na Record apresentou por 14 anos o programa Astros do Disco, fazendo bem sucedida dupla com Idalina de Oliveira. Esse programa foi o embrião de outro de sucesso, o Troféu Chico Viola, também da Record.

Ainda na Record atuou como ator em novelas como Banzo, Renúncia e Os Fidalgos da Casa Mourisca, entre outras.

Na TV Cultura, a partir de 1982, comandou os programas Vestibular da Canção e Quem Sabe, Sabe, além de A Cidade faz o Show.

Sua última emissora foi a Gazeta, onde foi diretor de jornalismo e apresentou o telejornal Jornal da Gazeta. Randal aposentou-se em 1991, dizendo-se ultrapassado.

Faleceu aos 81 anos, após uma queda que provocou fratura do fêmur e insuficiência respiratória.

Curiosidades

<> Deixou viúva a esposa Darci Carlota, da família de Waldemar Seissel, o palhaço Arrelia.

<> Como comentarista esportivo da Jovem Pan, nunca escondeu seu desenfreado amor pelo São Paulo FC.


<> Randal Juliano comandava o programa Guerra é Guerra, pela Record de São Paulo, em 1968. Era uma disputa entre os cantores da Jovem Guarda contra os da Tropicália. Logo após a publicação do Ato Institucional nº 5, o AI-5, foi lido, durante o programa, por Randal, uma nota de jornal que contava que os cantores Caetano Veloso e Gilberto Gil tinham cantado o Hino Nacional, na boate Sucata, no Rio de Janeiro, com uma letra subversiva. Este fato antecipou as prisões e os exílios de Caetano e Gil, em Londres.


<> No ano 2000 Caetano Veloso, foi um dos entrevistados no Programa do Jô, da Globo e contou este episódio, comentando as acusações de que Randal teria colaborado com a ditadura militar.

<> Jô Soares entrevistou Randal Juliano no programa, na mesma semana. Este, chorando, afirmou que a sua intenção não tinha sido de colaboração, mas sim dar uma repreensão nos artistas; pedindo desculpas aos dois. "Se eu adivinhasse, se eu intuísse que os fatos aconteceriam da maneira como aconteceram, não teria feito aquele comentário", disse às lágrimas.

4 comentários:

Anônimo disse...

Curiosidade...o mais curioso de tudo, é que a viúva Darcy Carlota,não é da família do palhaço Arrelia, kkk

Anônimo disse...

Realmente, Da família do palhaço Arrelia é Amélinha Seyssel; Darcy não tem nada a ver com a família do famoso palhaço...

Ampulheta Virtual disse...

Caro Anônimo, como vê es´se é seu segundo comentário postado. Se errei, peço desculpas e se você está certo, fica feita a retificação. Apenas gostaria que você não ficasse no anonimato, pois se conhece a família assim tão bem, poderiamos manter contato para outras postagens. De qualquer forma, obrigado.
Moura Nápoli

Neusa Miriam disse...

Amelinha Seyssel foi casada com Pimentinha,sobrinho de Arrelia e que fazia dupla com ele,daí o sobrenome.