segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Cadê Você 7

Galera do Chaves

Não são poucos os Internautas que por vários anos não perdem os episódios de Chaves, mesmo sendo reprise sobre reprise.

Chaves é um fenômeno e não só no Brasil, mas em várias partes do mundo.
E isso desperta uma grande curiosidade: como estão hoje os personagens do famoso seriado?
O Ampulheta Virtual satisfaz a curiosidade mostrando, num primeiro momento, quatro dos principais personagens:

Chaves – Roberto Gómez Bolaños: Mexicano da Cidade do México, nasceu em 21 de fevereiro de 1929, estando, portanto, com 79 anos, hoje. É sobrinho do ex-presidente do México, Gustavo Díaz Ordaz Bolaños (1911/1979). O intérprete de Chaves (e também Chapolim Colorado) formou-se em engenharia e tentou, sem sucesso, a carreira de jogador de futebol. Foi escrevendo roteiros para rádio e depois para TV, que acabou encontrando sua real vocação, tornando-se também ator e diretor. Depois de 27 anos convivendo juntos, Bolaños casou-se com Florinda Meza, a Dona Florinda, em 19 de novembro de 2004, num restaurante na Cidade do México. Atualmente dedica-se a publicação de alguns livros.

Dona Florinda – Florinda Meza Garcia Bolaños: Mexicana, nascida em 8 de fevereiro de 1948, está com 60 anos. Escreveu e atuou em algumas novelas e é diretora de TV. Há rumores, nunca comprovados, que teve um caso com Carlos Villagrán, o Quico, antes de se casar com Bolaños e isso custou uma inimizade entre Villagran e Bolaños por mais de 20 anos. Os atores voltaram a se falar após uma homenagem feita pela Televisa, a principal rede de TV do México, à Chaves, em abril de 2000. Atualmente Florinda Meza faz poucos trabalhos como atriz e optou por viver ao lado do marido, tendo aberto mão de ser mãe, já que Bolaños tem seis filhos do primeiro casamento e é vasectomizado.

Chiquinha – Maria Antonieta de lãs Nieves: Atriz e dubladora mexicana, nasceu em 22 de dezembro de 1950, estando às vésperas de completar 58 anos. Iniciou sua carreira aos 8 anos de idade, fazendo novelas e, desde sua infância, acostumou a receber prêmios por seu trabalho. Casou-se em 1972 com um produtor de TV e, em 1994, após o encerramento das gravações de Chaves, produziu e estrelou 17 episódios solo, o que lhe rendeu um processo, por parte de Bolaños que é dono dos direitos dos personagens. Venceu na Justiça, mas aposentou a Chiquinha. Em 2002 sofreu um infarto, mas recuperou-se bem e até 2003 foi proprietária de um circo e ainda trabalha como atriz.

Quico – Carlos Villagrán: Mexicano, nasceu em 12 de janeiro de 1944, estando, portanto, próximo de seus 65 anos. De infância bastante pobre, chegou a ser fotógrafo profissional de vários jornais mexicanos, antes de ser ator, mas seu sonho era ser comediante ou jogador de futebol. Em 1978 deixou de viver Quico no seriado por problemas de relacionamento com Bolaños e passou a atuar solo. Impedido pela Justiça, foi atuar na Venezuela e Chile. Villagrán chegou a dizer que seu personagem destacou-se no seriado e tentaram diminuí-lo e ele não aceitou. Mas também há a versão, já destacada acima, que teve um caso com Florinda Meza, antes dela casar-se com Bolaños, pelo qual perdeu amizade por anos com o interprete de Chaves. Atualmente Carlos Villagrán, que já esteve várias vezes no Brasil, tem um circo. Está casado e tem seis filhos.

Em breve o Ampulheta Virtual estará trazendo informações sobre os demais personagens.

3 comentários:

vattimo disse...

Muito legal. Só tenho uma correção: O Roberto Petri que aparece recebendo o Roquete Pinto, não morreu e participa toda sexta-feira do programa Esporte em discussão da Jovem Pan AM.

Ampulheta Virtual disse...

Obrigado pela sua correção, Vattimo. Sua observação diz respeito à postagem Casais e "Casais" e a correção já foi feita.
O Roberto Petri, criador do projeto Dente de Leite, que tantos craques revelou no passado, está vivo, firme e forte.

Abraço e Seja Feliz !!!
Moura Nápoli

Anônimo disse...

Pow show de bola esses relatos rarissimos!! espero em breve novos relatos da vidas dos outros personagens...